Passar para o Conteúdo Principal

Política da Qualidade

imagem
O Município de Vila Nova de Cerveira procura acompanhar a evolução tecnológica e os seus benefícios, tendo na política de proximidade um eixo prioritário de ação. Desta forma, eleva os padrões das suas prestações e competências a todos os níveis da administração autárquica e compromete-se a prestar um serviço de qualidade permanente.
 
O processo de implementação da Política de Qualidade visa apresentar novas soluções que contribuam para um salto qualitativo do desempenho interno com repercussões na facilidade de acesso à informação e na celeridade de resposta às necessidades e expetativas dos Munícipes.

Para que esta Política de Qualidade seja efetiva e adotada de um modo concertado é fundamental a familiarização e o envolvimento dos colaboradores municipais em todo o processo, os quais serão sempre valorizados e respeitados, através de oportunidades de desenvolvimento profissional e pessoal, nomeadamente através de ações de formação, que contribuam para a prestação de um serviço de excelência.

Reunindo vontades, potenciando sinergias e adquirindo uma visão empreendedora com horizonte no desenvolvimento sustentável, o Município de Vila Nova de Cerveira assume a Política de Qualidade como um exercício de modernização administrativa dos serviços públicos e da gestão autárquica. Deste modo, a orientação seguida assenta na relação Município/Munícipe, tornando-a completa e indissociável, mediante os seguintes princípios:

  • Construir um modelo de Serviços Municipais de excelência, com uma prestação expedita, moderna e descentralizada;
  • Garantir condições para uma equipa de colaboradores motivada e competente, dotando-os de meios necessários e de ações adequadas à sua formação que se traduzirá na melhoria do desempenho individual e coletivo;
  • Desenvolver mecanismos tecnológicos eficazes de comunicação interna e externa, utilizando-os como orientação para a sociedade;
  • Melhorar de forma contínua o nível de satisfação dos Munícipes;
  • Estimular a avaliação dos Munícipes quanto à qualidade dos serviços prestados;
  • Aumentar a confiança nos serviços públicos, combatendo todas as formas de insuficiente transparência no seu funcionamento;
  • Fomentar a participação cívica, auscultando e aproveitando todos os contributos;
  • Simplificar e informatizar procedimentos conferindo uma resposta em tempo útil;
  • Garantir o cumprimento dos requisitos legais e regulamentares.