Passar para o Conteúdo Principal

Ponte da Amizade – Europa Sem Fronteiras 2015

imagem

O projeto "Ponte da Amizade – Europa Sem Fronteiras 2015" foi financiado pela União Europeia no âmbito do programa «Europa para os cidadãos»
 

No âmbito do projeto “Ponte da Amizade – Europa Sem Fronteiras”, promovido pelos concelhos de Vila Nova de Cerveira e de Tomiño, tendo subjacente a Carta da Amizade, dinamizou-se, entre os dias 15 e 20 de Setembro, um programa diversificado de atividades cujo objetivo foi o de sensibilizar as populações para uma participação mais ativa na integração europeia. Fizeram parte deste programa iniciativas tão diversas como o cinema, conferências, exposições, atividades desportivas, gastronomia, jornadas, música e teatro.

As atividades implementadas nos concelhos e a metodologia implícita tiveram por base os seguintes pressupostos: a dimensão europeia e a cooperação territorial garantindo que as atividades eram orientadas para um público proveniente dos dois países.

Procurando envolver diversas instituições e organizações locais, de forma a garantir o acesso de públicos diferentes e aumentar o impacto do projeto no território, oprojeto visou ainda aumentar a sensibilização para a história e os valores comuns das duas localidades geminadas, bem como estimular o debate, a reflexão e o desenvolvimento do trabalho em rede transfronteiriço. 

O programa privilegiou a partilha de experiências, conhecimentos e boas práticas em temas comuns. Para isso, articularam-se workshops de trabalho, conferências e jornadas com intervenções e temas multidisciplinares, envolvendo associações e personalidades de ambas as localidades. O processo de integração na União Europeia, e a forma como ele afetou o quotidiano dos cidadãos Tominhenses e Cerveirenses e as suas relações, foi outro tema amplamente explorado em diversas iniciativas promovidas no âmbito desta candidatura.

Participação

A globalidade das ações promovidas pelo projeto «Ponte da Amizade – Europa Sem Fronteiras 2015» envolveu 1400 cidadãos, dos quais cerca de 600 eram provenientes de Tomiño, Espanha.

PROGRAMA “PONTE DA AMIZADE=EUROPA SEM FRONTEIRAS” - 15 a 20 de setembro 2015

15 de Setembro

16h30 - Apresentação de vídeo

Sessão de Abertura

17h00 - Atuação do Coro Infantojuvenil de Cerveira

Atuação do Coro Passionato de Tominho

18h00 - Verde de Honra

Cineteatro de Cerveira

A sessão de abertura do programa “Ponte da Amizade – Europa Sem Fronteiras” foi assinalada com a reprodução de um vídeo cuja temática está relacionada com as relações transfronteiriças entre os concelhos de Vila Nova de Cerveira e Tomiño. Presidiram à cerimónia de abertura o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e a Alcaldesa de Tomiño, cujas intervenções se reportaram, por um lado, às ligações institucionais entre os Municípios e aos seus pontos estratégicos de intervenção comuns e, por outro lado, às ações que faziam parte do programa do projeto. A presente iniciativa contou com a participação de dois coros infantis de ambos os lados da fronteira, sendo que de Vila Nova de Cerveira foram representados pelo “Coro Infantojuvenil de Cerveira” e de Tomiño pelo “Coro Passionato de Tomino”. A cerimónia terminou com um verde de honra de confraternização para os participantes.

16 de Setembro

 15h00 - Conferência “As diferentes perspetivas dos movimentos migratórios” - Auditório da ESG – Escola Superior Gallaecia

A presente conferência, organizada em colaboração com a Escola Superior Gallaecia, abordou as temáticas relacionadas com as perspetivas dos movimentos migratórios no contexto transfronteiriço. Para o efeito, participaram como oradores: o Professor Francisco Fumega “Portugueses e Galegos: Encontros e Desencontros”, a Professora Ana Lima “Migração Galega de 1869 a 1925” e, por fim, o Professor David Viana “Uma Leitura Configuracional de Dinâmicas e Fluxos entre Vila Nova de Cerveira e Goián”. A participação contou com a presença de público em geral, mas também de alunos de Espanha e Portugal da Escola Superior Gallaecia.

18h00 - Inauguração da Exposição de Escultura (16 a 20 de setembro)Porta XIII – Vila Nova de Cerveira

A presente exposição contou com a participação de Escultores da Galiza e de Portugal, designadamente Dimas Macedo, Arcádio Blasco, António Silva, Pepe Antúnez, Nando Álvaréz. Magín Picallo e Xuxo. De âmbito transfronteiriço, a iniciativa contou com a colaboração da Associação Porta XIII/Fundação Bienal de Arte de Cerveira e do Concelho de Tomiño.
Pelo facto do prolongamento da XVIII Bienal Internacional de Arte, a presente iniciativa teve de ser deslocalizada do Fórum Cultural de Cerveira para a Porta XIII.

Cinema: “Fronteiras e Memórias | A Raia Norte” \ DRCN - Cineteatro de Cerveira

Segundo a realizadora Catarina Afonso, neste documentário “procurou-se agregar perspetivas e testemunhos de pessoas que praticaram o contrabando, Guardas e entidades que faziam cumprir a lei, entre outros. Pretendeu-se esboçar uma narrativa audiovisual que permitisse uma reflexão/entendimento sobre a realidade do contrabando”.
Diz ainda a realizadora: “Entre outros aspetos, procurou-se aferir os principais benefícios (benefícios imediatos) e desvantagens, a caracterização sociocultural das localidades e principais diferenças pela Raia Norte, assim como a relação com as localidades raianas espanholas. A narrativa desenvolve-se, sobretudo, através de testemunhos na primeira pessoa como através de uma visão mais escolástica e sociológica conseguida através do testemunho de outros intervenientes não diretamente ligadas ao contrabando”.
O documentário “Fronteiras e Memória - A Raia Norte” foi produzido pela Smart Box, com o apoio do Ministério da Cultura, Direção Regional de Cultura Norte, municípios de Boticas, Chaves, Vinhais, Vimioso, Mogadouro, Miranda do Douro, Montalegre e pela Casa da Cultura de Arcos de Valdevez.
A sinopse deixa adivinhar as imagens: “Onde há raia, há contrabando… para os raianos, o outro lado é o mesmo lado. As povoações são vizinhas e é lá que os raianos encontram aquilo que o país não lhes deu. Assim, passavam essa linha (in)visível de demarcação, arriscando a morte de ambos os lados da fronteira para, ironicamente, conseguirem sobreviver…”

17 de Setembro

10h00 - Jornadas Escolares: “As políticas europeias e o seu impacto nos cidadãos”Auditório Biblioteca Municipal

Nestas Jornadas Escolares, os alunos de ambos os concelhos tiveram acesso à informação sobre as Políticas Europeias e o seu desenvolvimento a nível local. Para o efeito, foi apresentado um programa que consistiu nas seguintes temáticas: “A Cooperação transfronteiriça 2014-2020”, “A Política Europeia e o seu impacto nos cidadãos” e “As oportunidades das políticas europeias para o desenvolvimento da Juventude”. Faziam também parte do programa duas associações locais como estudos de caso, designadamente a ADSL – Associação de Desenvolvimento Local de Vila Nova de Cerveira e a ACUBAM – Associação Cultivo do Baixo Minho.

21h30 - Cinema: “O Pisco”Cineteatro de Cerveira

"O pisco" versa sobor da época do contrabando con Portugal que tanta fame mitigou aquí entre nos, por no citar que por iste fermoso Miño tamen pasaron as primeiras unidades de penicilina tan demandada para casos de extrema enfermidade, pois ben, a película virá acompañada de un "modo" o cal por calquir raro privilexio tivemos o pracer de ver e que nos pareceu moi creativo e que sen dubida, vai calar fondo nista parroquia nosa algo dada as novidades pero por outra parte tan xenerosa a hora de arroupar calquiera iniciativa cultural que nila se desenvolve.
Se o documentário projetado no dia 16 de setembro se tratava de uma edição da Direção Regional da Cultura do Norte de Portugal, com a projeção do documentário “O Pisco”, produzido por Tomiño, pretendia-se dar a conhecer a perspetiva do contrabando pela Galiza.

18 de Setembro

21h30 - Teatro: “Rei Laudmuco Senhor de Nenhures”, de Roberto Vidal Bolaño/Krisálida – Associação Cultural do Alto MinhoCineteatro de Cerveira

Com a presente peça de teatro, produzida por uma companhia de teatro portuguesa sob a direção de um espanhol, procurou-se apresentar uma proposta no programa de animação cultural transfronteiriça.

19 de Setembro

 10h00 - Workshop: “O treino de triatletas”Auditório Biblioteca Municipal

Tendo como denominador comum a prática desportiva e mais em concreto o desporto dos triatletas, o workshop “O Treino de Triatletas” procurou desenvolver a temática do triatlo, dos atletas e das distintas etapas no respetivo treino (amador e competitivo). Com moderação do Vereador com o Pelouro do Desporto, o workshop foi dinamizado pelo Treinador André Guimarães (PT) e pelo Treinador Henrique Hidalgo Vigo (ES). Com a presença de ambos, foram discutidas as semelhanças e as diferenças da modalidade.

10h00 - Mostra GastronómicaTerreiro de Vila Nova de Cerveira

Com o intuito de promover a gastronomia de Vila Nova de Cerveira e de Tomño foi lançado o repto a produtores de ambos os concelhos. De Vila Nova de Cerveira fizeram-se representar seis produtores e de Tomiño quatro produtores. Entre os produtos apresentados para degustação e venda encontravam-se doces e compotas, pastelaria e biscoitos, vinhos e licores.

15h00 - Música: “Lembranzas da Terra”, Grupo de Folclore
22h30 - Cinema: “Desafios” (Fundação Inatel)

Centro Histórico e Terreiro de Vila Nova de Cerveira

A projeção de cinema ao ar livre, integrada no plano de animações socioculturais da candidatura, teve como finalidade encerrar o programa de atividades do dia 19 de setembro.

20 de Setembro

 14h45 - IX Triatlo da AmizadeCais do Rio Minho de Cerveira / Cais de Tomiño

O Triatlo da Amizade é uma prova desportiva realizada em conjunto pelos Municípios de Vila Nova de Cerveira e de Tomiño e respetivas Federações de Triatlo. Com alternância a cada ano no ponto de partida, a edição de 2015 do Triatlo começou no Cais de Goián com a prova de natação de 750 metros até ao Cais de Vila Nova de Cerveira, onde estava situada a primeira área de transição. De seguida, a prova de ciclismo (BTT) disputou-se na Avenida de Tomiño - Portugal, Forte de Lovelhe e posterior ida até Goián pela Ponte da Amizade, com a chegada ao Cais, num total de 19,6 kms. A corrida desenvolveu-se em torno do Forte de San Lourenzo, Goián, ao longo de 5000 metros.
De forma a garantir o futuro do evento desportivo e despertar o interesse dos mais novos, a organização manteve, no período da manhã, em Vila Nova de Cerveira, a realização de um Circuito Regional Jovem que consistiu igualmente numa prova de natação com distância adaptada aos diferentes escalões; em BTT cujo percurso foi de ida e volta na Avenida de Tomiño; e a Corrida num percurso de ida e volta na Avenida dos Pescadores.
Este ano, e de forma a promover e sensibilizar para o conceito da Europa dos Cidadãos, o Triatlo da Amizade encerrou o projeto ‘Ponte da Amizade – Europa Sem Fronteiras’.

 

  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem
  • imagem