Passar para o Conteúdo Principal

Joana Vasconcelos e os grandes nomes da POP ART juntos no Museu Bienal de Cerveira

Exposicao pure pop art 1 980 2500
2019/07/05

Promovendo uma aproximação ao universo de um dos movimentos artísticos mais importantes da história da Arte, a Fundação Bienal de Arte de Cerveira (FBAC) promove, em colaboração com a Fundación Cum Laude, uma exposição dedicada à POP ART. Joana Vasconcelos, Andy Warhol, Steve Kaufman e Keith Haring, são alguns dos artistas representados nesta mostra que promete surpreender o público.

A exposição “PURE POP ART” leva ao Museu Bienal de Cerveira, a partir de 13 de julho, a obra gráfica de alguns dos artistas mais representativos e icónicos da POP ART, movimento surgido na década de 1950 em Londres (Inglaterra) que alcançou a sua maturidade em Nova York (Estados Unidos da América) nos anos 60. Joana Vasconcelos é a artista em destaque, tendo sido convidada pelo diretor artístico da FBAC, Cabral Pinto, a integrar esta mostra. Junta-se, assim, a nomes bem conhecidos do público como Andy Warhol, Steve Kaufman, Keith Haring, Robert Indiana, Roy Lichtenstein, Pietro Psaier, Mel Ramos e Robert Rauschenberg.

“Trata-se de uma coleção privada de arte gráfica da empresa MBA Grupo Incorporado que será apresentada pela primeira vez em Portugal, sendo para nós uma honra apresentar no Museu Bienal de Cerveira estes grandes nomes intemporais da POP ART e esta que é uma das artistas mais conceituadas do país, a Joana Vasconcelos” afirma o presidente da FBAC, Fernando Nogueira.

A exposição convida os visitantes a embarcar numa divertida viagem a uma era que, apesar da passagem do tempo, continua bem presente nos dias de hoje. Segundo a curadora da exposição, Ángeles Rodríguez Baliño: “Apresentar esta coleção da POP ART em Vila Nova de Cerveira é um desafio e uma responsabilidade. Uni-la a uma obra de Joana Vasconcelos é certificar que este movimento intemporal está mais vivo do que nunca”. As serigrafias, os cartazes e as instalações representam ícones populares da época que o visitante vai reconhecer. A partir de mais de 120 obras, a mostra apresenta “um toque nostálgico à memória de Marilyn e James Dean, com uma profunda admiração ao trabalho de Warhol, a curiosidade da figura de Pietro Psaier e a responsabilidade social de Steve Kaufman, a exuberância de Keith Haring, o excelente trabalho de Mel Ramos, a inovação de Rauchsenberg e uma pequena menção a Robert Indiana”, acrescenta.

A exposição conta ainda com dois vídeos cedidos pelo museu nacional de arte moderna do Reino Unido sediado em Londres, “Tate Gallery”. Recorde-se que a POP ART é um movimento que liga a arte à produção em massa, a popularidade com a vanguarda e que desenvolveu um novo conceito artístico ao relacionar-se intimamente com a sociedade de consumo.

De acrescentar que o Museu Bienal de Cerveira, recentemente reconhecido como o “Melhor Museu Português” de 2019 pela APOM - Associação Portuguesa de Museologia, terá horário alargado nos meses de verão, estando aberto ao público diariamente até 1 de setembro.

A entrada tem um custo de 3€.