Passar para o Conteúdo Principal

Mensagem do Presidente

Presidente Fernando Nogueira

Caras e Caros Cerveirenses,

Estamos a viver um período excecionalmente dramático provocado por uma luta desigual como esta de defrontar um inimigo invisível e imprevisível, a Covid-19.

Atempadamente, a 9 de março, a Câmara Municipal tomou as medidas consideradas necessárias e da esfera de competências, mediante o enquadramento legal e nunca à sua margem. Imediatamente, elogiadas por uns, criticadas por muitos. Afirmava-se que eram medidas radicais, exageradas e até mesmo descabidas, mas, a verdade é que horas depois, praticamente todas as autarquias do Alto Minho enveredaram pelo mesmo caminho.

A atuação do Município de Vila Nova de Cerveira mantém-se firme na prossecução dos objetivos, mas nesta fase a prioridade será ajudar a debelar as consequências do novo coronavírus nas famílias cerveirenses. Sempre dissemos que o que nos move é o bem-estar das pessoas, numa política de proximidade, e agora, mais do que nunca, cá estaremos para prestar os apoios dentro das nossas competências. Optamos por uma política de intervenção e de atuação no terreno. Preferimos ser formiga do que cigarra.

E mesmo em tempos de crise, a Câmara Municipal não desvalorizou o desenvolvimento do concelho. E exemplo disso mesmo é a concretização de, pelo menos, dois grandes projetos que teimavam numa difícil resolução, mas conseguiu-se. Falo da 2ª fase da requalificação da Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira e da beneficiação do Antigo Quartel dos Bombeiros Voluntários, cujo investimento total ronda os 3,5ME. Um valor bastante significativo para o nosso concelho.

Deixo uma palavra de agradecimento e de coragem para os nossos profissionais de saúde que têm dado, no nosso entendimento, a melhor resposta possível, assim como às forças de segurança e bombeiros.

Orgulhamo-nos da atitude e do exemplo dos Cerveirenses, desde a primeira hora. Não me canso de elogiar o comportamento da grande maioria dos nossos conterrâneos e da existência de muitas e boas práticas de altruísmo e voluntariado concretizadas pelos nossos munícipes.

Sabemos da complexidade e da exigência deste momento, quer para as famílias quer para os empresários, mas temos o dever e a obrigação de continuar a palmilhar o caminho de responsabilidade social. Não podemos baixar a guarda, de modo a não comprometer todo o esforço realizado até aqui. Cabe a cada um de nós, a todos, acompanhar as recomendações da Direção Geral de Saúde e do próprio Governo. Acima de tudo, cumprir escrupulosamente.

Este ano está a ser assim, muito diferente do convívio que tanto nos carateriza. Esperemos que, em 2021, possamos voltar a celebrar bons momentos como gostamos, como merecemos, como é costume: em família, em comunidade.

Assinatura Presidente Fernando Nogueira