Passar para o Conteúdo Principal

Concurso de Pintura ao Ar Livre António Fernández acolheu 52 pintores de diferentes cidades de Portugal e Espanha

Ald18aug19 13308 2500pix 1 980 2500
2019/08/20

A 7ª edição do Concurso de Pintura ao Ar Livre António Fernández, e primeira transfronteiriça, revelou-se um grande êxito, com a participação de 52 artistas que aceitaram o desafio de retratar in loco qualquer paisagem nas imediações do rio Minho, tanto em Vila Nova de Cerveira como em Tomiño.

O sucesso desta edição que decorreu este domingo, 18 de agosto, é ainda corroborado pela diversidade de origens dos participantes: além de pintores portugueses entre Vila nova de Cerveira e Porto, também se inscreveram artistas oriundos de toda Galiza, Astúrias, País Vasco, Catalunha e mesmo de Havana ou Paris, entre outras cidades.

A panorâmica de Vila Nova de Cerveira desde a praia fluvial de Goián, com assinatura de Rafael CarrascaL, de Toledo, foi a obra vencedora do primeiro prémio do certame, dotado com 1.500 euros; em segundo lugar ficou Leticia Gaspar, de Bilbao, e o terceiro pertence a António Lorenzo, de Mondariz, ambos prémios dotados com 500 euros.

A entrega de prémios aconteceu ao final da tarde de domingo, com a presença da Alcaldesa de Tomiño, Sandra González, e do Vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Vítor Costa. O júri destacou a grande qualidade das obras criadas por todos os participantes e a vitalidade que o evento conferiu a Vila Nova de Cerveira e a Tomiño durante toda a jornada, dinamizando as ruas dos dois centros históricos e marginal do rio Minho, afirmando-se como um importante atrativo turístico e servindo de cenário perfeito para celebrar a ‘festa da arte’, essência deste concurso.

O público pode desfrutar das obras participantes, estando expostas no primeiro andar do Centro Goianés, até 25 de agosto, seguindo para o Fórum Cultural de Cerveira, onde estarão disponíveis até ao dia 31 de agosto.

O Certame de Pintura ao Aire Livre António Fernández integra as atividades desenvolvidas pela Eurocidade Cerveira-Tomiño, no âmbito da Agenda Estratégica para a Cooperação Transfronteiriça Amizade Cerveira-Tomiño, um projeto cofinanciado ao 75% pelo programa INTERREG V-A POCTEP, fundos FEDER da União Europeia.