Passar para o Conteúdo Principal

Vila Nova de Cerveira regista subida do poder de compra

Poder de compra 1 980 2500
2019/11/13

Dados revelados, esta terça-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no “Estudo sobre o Poder de Compra Concelhio” de 2017, indicam que o concelho de Vila Nova de Cerveira apresenta um crescimento do poder de compra “per capita”. Com 84,24 pontos, é o 2º município do Alto Minho e o 5º no conjunto dos 24 da região do Minho com melhor indicador.

O INE acaba de divulgar a 13ª edição do Estudo sobre o Poder de Compra Concelhio (EPCC) que integra informação estatística reportada ao ano de 2017, sendo as variáveis de base para este estudo relativizadas pela população residente, estimada pelo INE, para 31 de dezembro de 2017. Com publicação bienal, o IpC, Indicador per Capita do poder de compra traduz o poder de compra manifestado quotidianamente, em termos per capita.

Uma análise pormenorizada ao documento revela que a generalidade dos cerveirenses têm mais dinheiro disponível em 2017 do que em 2015. Fazendo uma radiografia comparativa, Vila Nova de Cerveira passa de 82,74 pontos em 2015 para 84,24 em 2017, o que permite subir à 2ª posição no ranking do Alto Minho, logo atrás de Viana do Castelo. Também no contexto dos 24 municípios da região do Minho, este crescimento coloca o concelho da ‘Vila das Artes’ entre os cinco com melhor poder de compra, competindo com territórios de maior dimensão e população como as cidades de Braga, Viana do Castelo, Guimarães e Vila Nova de Famalicão.

O Município de Lisboa apresenta o valor mais elevado de Indicador Per Capita com 219,6 pontos a nível nacional, com o Porto a surgir na segunda posição 157,8. Apenas 10% dos municípios portugueses tem poder de compra acima da média.