Passar para o Conteúdo Principal

Assinado contrato de concessão do Castelo de Cerveira com inauguração desejada para as comemorações dos 700 anos do Município

7r208797 1 980 2500
2019/12/06

A Secretária de Estado do Turismo, Engª Rita Marques, presidiu, esta manhã, à cerimónia de assinatura do Contrato de Concessão do Castelo de Vila Nova de Cerveira no âmbito do Programa REVIVE, com a presença do promotor vencedor do concurso, Eurico da Fonseca. O Presidente da Câmara Municipal sublinhou “um passo fundamental para a abertura de portas do ex-libris do concelho” transformado em hotel, havendo já uma data ideal e consensual para a inauguração: a comemoração dos 700 anos da fundação de Vila Nova de Cerveira, a 1 de outubro de 2021.

Encerrado desde finais de 2008, o Castelo de Vila Nova de Cerveira conheceu, hoje, mais um desenvolvimento no seu longo processo de revitalização. Após a divulgação, em outubro, da proposta vencedora ao abrigo do Programa governamental REVIVE, o concessionário Eurico da Fonseca oficializou o projeto de uma unidade hoteleira de 4 estrelas com a assinatura do contrato.

Com ligação ao ramo imobiliário há mais de 20 anos, o investidor Eurico da Fonseca enalteceu “as caraterísticas diferenciadoras do Castelo de Cerveira” que justificam um projeto de sucesso. “Acredito muito na interação da comunidade com os turistas, e esta autenticidade confere a este projeto aquilo que eu considero de único. Desde que soube que o imóvel ia integrar o REVIVE, soube que era uma boa oportunidade, e confirmei essa minha vontade quando me desloquei para estudar a operação durante alguns meses”, realçou o responsável pela recuperação do imóvel transformado num hotel, com 41 quartos e a criação de cerca de 20 postos de trabalho diretos, e cuja abertura desejada é 2021.

Fundamentando a importância do ano 2021 para Vila Nova de Cerveira, o Presidente da Câmara Municipal relembrou que se assinalam os 700 anos da fundação do concelho, através da atribuição do foral pelo Rei D. Dinis, pelo que “é vontade do promotor juntar-se à programação de comemoração e presentear Cerveira com uma belíssima prenda de aniversário: abertura de portas do Castelo de Cerveira, a dignidade que merece, devolver-lhe a utilização e assim contribuir para a dinamização da economia local e para atratividade turística regional e nacional”. E rematou: “Seria uma belíssima prenda de aniversário a abertura de portas do Castelo de Cerveira no dia 1 de outubro de 2021”.

A Secretária de Estado do Turismo, Engª Rita Marques, salientou o impacto do Programa REVIVE, “na requalificação de ativos que, na sua maioria, se encontravam em estado devoluto ou em estado degradação evidente, e fomentar parcerias público-privadas para criar novas dinâmicas turísticas e disponibilizá-las aos públicos”. A governante elogiou “o enquadramento cénico extraordinário do Castelo de Cerveira”, e “o papel do município em prol da dinamização turística e cultural, cabendo ao governo também fazer o seu papel”.

O Castelo de Vila Nova de Cerveira é uma fortaleza medieval de estilo gótico, construído em 1320 por ordem do rei D. Dinis, e que alberga a antiga Igreja da Misericórdia, a antiga Casa dos Governadores, a cadeia e outros anexos. Situado no centro de Vila Nova de Cerveira e junto à estação ferroviária, o Castelo de Vila Nova de Cerveira dispõe de uma vista privilegiada para o Rio Minho, que traça a fronteira natural com Espanha, que está do outro lado da margem. Este complexo foi adaptado a Pousada entre 1982 e 2008.