Passar para o Conteúdo Principal

Fronteira entre Cerveira e Tomiño fechou esta segunda-feira

Depo rio minho gustavo rivas 059 1 980 2500
2020/03/17

Como medida de contenção do COVID-19, as fronteiras entre Portugal e Espanha fecharam fisicamente às 23h00 desta segunda-feira, 16 de março, entre elas a de Vila Nova de Cerveira-Tomiño. A medida anunciada por Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, vai vigorar pelo menos até 15 de abril.

Entre Portugal e Espanha ficam abertos nove postos fronteiriços, de modo a permitir a entrada de mercadorias e as circulações de cariz laboral. São eles Valença-Tui, Vila Verde da Raia-Verín (perto de Chaves), Quintanilha-San Vitero (junto a Bragança), Vilar Formoso, Termas de Monfortinho, Marvão, Caia-Badajoz, Vila Verde de Ficalho-Rosal de la Frontera (próximo de Serpa) e Vila Real de Santo António-Ayamonte. Nestes locais, apenas será autorizada a circulação de veículos de mercadorias, cidadãos espanhóis residentes em Portugal (ou vice-versa), pessoal diplomático e doentes que necessitem de cuidados de saúde.

O tráfego aéreo entre os dos países também vai ser suspenso, bem como a ligação ferroviária e as duas ligações fluviais existentes - uma no Minho e outra no Algarve -, o que significa que "estarão impedidas todas as circulações ou de lazer entre os dois países", afirmou Eduardo Cabrita.

O dia 15 de abril, acrescentou, foi escolhido como limite das restrições (ainda que estas estejam sujeitas a prolongamento) por corresponder ao "momento imediatamente seguinte à Páscoa". Até lá, as embarcações de recreio espanholas também deixam de poder atracar nas marinas portuguesas.

#covid19
Gabinete de Comunicação