Passar para o Conteúdo Principal

‘Roupa com História’ eleito projeto Mais para Todos

 roupa com hist ria  eleito projeto mais para todos 1 980 2500
2015/04/09

O Movimento Mais para Todos selecionou 54 projetos de norte a sul do país de diferentes áreas de intervenção, para distribuir cerca de 1 milhão de euros angariados. O projeto ‘Roupa com História’, do Centro Social e Paroquial de Campos, de Vila Nova de Cerveira, foi um dos eleitos por esta campanha solidária criada pelo Lidl e que une vários parceiros em torno de um objetivo comum – “ajudar quem mais precisa”.
De 01 a 24 de dezembro de 2014, por cada compra realizada em qualquer loja deste grupo, o Lidl comprometeu-se a doar 0,10€, independentemente do valor da compra, tendo arrecadado 1.029.054,40 euros. De um total de 700 candidaturas, apenas 54 foram contempladas com este financiamento. No Alto Minho, há dois projetos selecionados: ‘Roupa com História’ do Centro Social e Paroquial de Campos, em Cerveira, e ‘Uma casa mais quentinha’, da Casa dos Rapazes e Oficinas S. José, de Viana do Castelo.
O projeto cerveirense consiste numa oficina criativa para a transformação de materiais têxteis e derivados, procedendo a um aproveitamento de recursos. Destinado à terceira idade, assume o pressuposto de que o processo de envelhecimento deve ser entendido como uma questão complexa, que necessita de ser aprendida e compreendida nas suas múltiplas dimensões. 
‘Roupa com História’ visa, desta forma, promover o convívio da população sénior, contrariar possíveis níveis de baixa autoestima, desenvolver o sentido de cidadania ativa, o desenvolvimento de atividades de ocupação dos tempos livres, alertar para a necessidade de um maior envolvimento da comunidade e melhorar/preservar a saúde e a qualidade de vida em geral. 
Conscientes das dificuldades que todos enfrentam, o Lidl comprometeu-se a desenvolver uma iniciativa solidária de angariação de fundos para apoiar instituições que, todos os dias, estão no terreno a ajudar as comunidades locais. Com o objetivo de permitir que mais pessoas e projetos possam ser beneficiados, um conjunto de marcas com uma forte política de responsabilidade social juntaram-se ao Movimento Mais para Todos.
O processo de seleção decorreu com base em critérios objetivos, efetivos e de igualdade, agrupando os projetos por distrito e premiando-os com base na relevância para a região e comunidade alvo; demonstração de aplicação e otimização do valor doado; sustentabilidade, número de pessoas beneficiadas e abrangência geográfica; demonstração de boas práticas e envolvimento da comunidade, bem como a adequação do orçamento, razoabilidade dos custos apresentados.
O Mais para Todos irá abranger 16 mil beneficiários, de 54 projetos de norte a sul do país.