Passar para o Conteúdo Principal

Arquivo Municipal expõe antiguidade e atualidade da Misericórdia de Cerveira

Arquivo municipal exp e antiguidade e atualidade da miseric rdia de cerveira 1 980 2500
2015/04/01

“Misericórdia de Cerveira: Religião, Caridade e Hospital”, este é o nome da exposição que o Arquivo Municipal, com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira, inaugura amanhã, quinta-feira, 02 de abril, às 18h30. Integrada nas comemorações da Semana Santa, esta mostra visa divulgar a história da Santa Casa e a sua ligação secular a esta efeméride. Exposição estará patente até final do mês de setembro e com portas abertas na sexta-feira Santa e sábado de Aleluia.
Dada a importância dos arquivos das Misericórdias, não apenas para a história nacional enquanto entidade promotora de assistência social, religiosa e económica, mas também para a história local, o objetivo desta exposição é continuar a defender, preservar e desenvolver o interesse destes conjuntos documentais na consciência da comunidade.
Nesta perspetiva, e através da apresentação de um vasto espólio documental à guarda do Arquivo Municipal de Vila Nova de Cerveira e de alguns elementos patrimoniais cedidos pela Santa Casa para esta mostra, será possível conhecer e contactar com a história e o trabalho desenvolvido por esta instituição secular.
Nos vários expositores espalhados pelo hall de entrada e corredor do Arquivo Municipal estão disponíveis quadros e painéis com fotografias de beneméritos; o registo fotográfico da evolução da construção do Hospital, desde o lançamento da 1ª pedra em 8 de dezembro de 1926 a 1940; dois missais romanos, um de 1703 e outro de 1924; diversas publicações, nomeadamente um livro com a entrada dos irmãos da Irmandade da Santa Casa (1856 a 1877) e os estatutos da Santa e Real Casa da Misericórdia de 1897; um livro que serviu para o registo das contas da receita que os tesoureiros recebiam (1787 a 1852); o livro Mestre nº 1 (1779 a 1846) onde se registavam as escrituras a juro que a Santa Casa tinha; um livro de assentos de óbitos das pessoas falecidas no Hospital (1911 a 1941) e um livro de registo de nascimentos realizados no Hospital de Vila Nova de Cerveira (1936 a 1942), entre outro material enriquecedor para a preservação da história da Santa Casa.
Com muita antiguidade, vários autores apontam a data da fundação da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira para os finais do século XVI. Sabe-se que foi governada pelo compromisso da Misericórdia de Lisboa, datado ao ano de 1618, quase até ao final do século XIX (1897), altura em que se fizeram novos estatutos. A Misericórdia de Cerveira foi criada no interior do Castelo e numa casa contígua à Câmara Municipal, onde ainda hoje se mantém a Igreja da Misericórdia e, à semelhança de muitas outras localidades, esta confraria também anexou o hospital medieval existente.
A exposição “Misericórdia de Cerveira: Religião, Caridade e Hospital” estará patente até final do mês de setembro durante o horário de funcionamento do Arquivo Municipal, encontrando-se de com portas abertas na sexta-feira Santa e sábado de Aleluia.