Passar para o Conteúdo Principal

Aurora Cunha deu ‘aula’ de ética no desporto e… na vida

Aurora cunha deu  aula  de  tica no desporto e  na vida 1 980 2500
2015/02/20

“Acreditem nos vossos sonhos, nunca desanimem”. Esta foi a principal mensagem deixada, esta manhã, por Aurora Cunha, ex-atleta de alta competição aos cerca de 60 jovens estudantes de Vila Nova de Cerveira, no âmbito do colóquio “A Mulher e o Desporto”. Autarca cerveirense elogiou iniciativa por abordar o conceito de ética, não só no âmbito desportivo como na vida, através de um testemunho de persistência e concretização.
Porque a prática desportiva é a melhor escola de transmissão de valores, o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) e a embaixadora do Plano Nacional de Ética no Desporto promoveram, com a colaboração da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, uma conversa sobre a presença feminina no desporto, numa linha cronológica do passado, pelo presente e questionando o futuro.
Dando as boas-vindas aos presentes, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira reconheceu o percurso exemplar de Aurora Cunha no desporto enquanto atleta e mais recentemente no papel de defensora e transmissora dos benefícios da prática desportiva. Fernando Nogueira sublinhou que, apesar de alguma evolução nos princípios de igualdade, o conceito de mulher no desporto tem um longo caminho a percorrer porque, hoje em dia, ainda se assiste a alguns sinais de descriminação.
O encontro com os jovens foi dividido em duas partes: o Professor do IPDJ Inácio dos Anjos confirmou a existência de algumas barreiras socioculturais que as mulheres ainda têm de enfrentar, transmitindo a ideia de que “cabe a todos lutar para que a inclusão social das mulheres seja possível a todos os níveis e se adotem comportamentos mais éticos”. O técnico procedeu ainda a um enquadramento conceptual, uma radiografia da participação feminina no desporto e enumerou alguns fatores de constrangimento associados.
Aurora Cunha partilhou a história da sua vida com os jovens presentes, recordando tempos difíceis, de sacrifícios e preconceitos por uma mulher praticar desporto. Persistência e gosto pela atividade contribuíram para que a jovem que corria à volta da igreja e era criticada, concretizasse o seu sonho e o de muitos portugueses - ser atleta de alta competição com um vasto palmarés de resultados -, e um exemplo de sucesso.
No final, detentora de uma disposição e energia contagiantes, Aurora Cunha aproveitou a oportunidade para lançar um desafio ao Município, no sentido de Vila Nova de Cerveira ser palco de um evento desportivo solidário, ao qual o edil mostrou-se recetivo para acolher propostas que sensibilizem para a importância do exercício físico. Aos jovens presentes, e primando pela forte interatividade, a ex-atleta deixou uma mensagem de otimismo e confiança: seguir os sonhos e acreditar.