Passar para o Conteúdo Principal

Município deu as boas-vindas aos docentes do Concelho

Recep  o professores 0222 1 980 2500
2015/10/22

Um momento de confraternização e, simultaneamente, um reforço da cooperação entre a comunidade educativa e a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira. Foi com este duplo objetivo que o executivo fez, ao final da tarde de ontem, uma receção oficial aos docentes do Agrupamento de Escolas, no âmbito de mais um ano letivo. Família educativa mostrou-se unida em prol do futuro das crianças e jovens cerveirenses.

O Salão Nobre dos Paços do Concelho encheu-se de docentes para um justo reconhecimento à nobre causa que é educar com dedicação e esforço todos os dias. Dezenas de professores do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira aceitaram o convite da autarquia para este encontro.

Na intervenção de boas-vindas, o presidente da Câmara Municipal sublinhou o papel fundamental dos docentes e educadores na excelência da educação das crianças e jovens do concelho que “representam o futuro”. Fernando Nogueira enalteceu um momento, “não só para dar a conhecer o executivo, mas para reforçar o papel da autarquia na valorização do ensino e da função de docente”. “Estamos de porta aberta para vos atender e apoiar”, assegurou.

O diretor do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira começou por agradecer a presença e disponibilidade de dezenas de professores naquela cerimónia, e referenciar a “emoção, prazer e satisfação de serem recebidos pela autarquia na sala que é o símbolo da democracia”. “Sentimo-nos privilegiados. O Sr. Presidente e o seu executivo honra-nos com uma relação de amizade e de proximidade, conferindo todas as condições aos docentes”, disse Venceslau Teixeira, acrescentando: “A família educativa chegou a bom porto, temos segurança, conhecimento e reconhecimento, e vamos continuar a trabalhar por esses princípios”.

Cada docente recebeu uma pequena lembrança lúdico-pedagógica, nomeadamente um jogo didático intitulado “Á Descoberta da Vila das Artes” e ainda um livro de poesia dedicada ao rio Minho e a Cerveira da autoria de Inácio Pignatelli, “A Terra e o Rio”.