Passar para o Conteúdo Principal

Autarquia completa Ecovia com lançamento da última fase

13226840 1284368278258037 2187390571691894006 n 1 980 2500
2016/05/23

São apenas 940 metros, mas que representam a plena usufruição da ‘via verde’ que atravessa Vila Nova de Cerveira e liga este território aos concelhos de Valença e Caminha. A Câmara Municipal apresentou, na passada quinta-feira, o projeto da 3ª e última fase da Ecovia ‘Caminho do Rio’ entre a Praia da Mota (Gondarém) e a freguesia de Lanhelas (Caminha). “É a conclusão de um corredor pedonal e ciclável de ligação, não só aos municípios vizinhos, como também à Galiza”, realçou o autarca.

Foi junto da população de Gondarém que o autarca cerveirense anunciou publicamente que a Ecovia ‘Caminho do Rio’ vai ter continuidade e ligar-se ao concelho de Caminha, através de um projeto elaborado para os 940 metros que faltavam a passar naquela freguesia, marcados pela proximidade ao rio Minho e pela interação harmoniosa com a natureza envolvente.

Perante muitos habitantes e com a presença do presidente da Junta de Freguesia de Gondarém, Armando do Paço, do Comandante do Porto de Caminha, Gonzalez dos Paços, e de representantes da empresa responsável pelo projeto PORMIM, Fernando Nogueira adiantou que a intenção é apresentar, já no início do próximo mês de junho, uma candidatura a fundos comunitários, no valor de cerca de 300 mil euros e que, se for bem-sucedida, a obra poderá avançar no terreno ainda no corrente ano.

“Apesar de ser uma distância pequena, a verdade é que torna-se imperiosa e justificada a concretização deste percurso, após a recente ligação das freguesias de Seixas e Lanhelas, no concelho de Caminha”, afirmou o edil, acrescentando que “o objetivo é valorizar o território e, neste caso particular, a Praia Fluvial da Mota, mantendo a preservação do ambiente e respeitando a mobilidade e acessibilidade para todos”.

Fernando Nogueira afirmou ainda que estes 940 metros concluem a ‘via verde’ de Vila Nova de Cerveira que, além de fazer a ligação entre os concelhos vizinhos de Caminha e Valença, representa igualmente uma porta aberta para a Galiza. “Queremos concretizar, num futuro próximo, a ponte pedonal e ciclável entre o nosso Parque do Castelinho e o Espaço Fortaleza, em Tomiño, Galiza, e que será o primeiro Parque Transfronteiriço pelo menos de Portugal/Espanha”, recordou.

O Comandante do Porto de Caminha, Gonzalez dos Paços, mostrou-se satisfeito com o avanço deste projeto e os seus impactos positivos nas comunidades residentes e de turistas, manifestando total apoio e disponibilidade para esclarecimentos dentro das competências da entidade. Também presente nesta apresentação esteve a autarca da freguesia de Lanhelas, Josefina Covinhas, que revelou felicidade e interesse nesta obra para que a ligação pedestre entre estas duas localidades seja uma completa realidade.

Os projetistas da PORMIM explicaram aos presentes que a extensão em causa tem muitos especificidades e alguns condicionalismos, em particular na Praia da Mota, ao nível de inclinações, muros e árvores, para as quais já foram consensualizadas soluções que intervirão no espaço sem desfigurar o atual estado.

A empresa garantiu que não haverá qualquer abate de árvore, que será um percurso o mais plano possível para ser o mais acessível para todos e totalmente amigável e integrado na paisagem.

Com esta última fase, a Ecovia ‘Caminho do Rio’, em Vila Nova de Cerveira, ficará com cerca de 13,5kms de pleno contacto com o rio Minho e natureza envolvente.