Passar para o Conteúdo Principal

Cerveira assina protocolo para potenciar Caminho Português da Costa

Caminhos de santiago 4 1 980 2500
2016/05/25

Pela oportunidade concertada e integrada, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou, na reunião desta quarta-feira, a adesão do concelho ao protocolo “Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa” que visa a apresentação de uma candidatura conjunta a fundos comunitários. Projeto apresenta investimentos comuns e de foro local para melhoria deste itinerário.

O presente acordo de parceria assinado por Vila Nova de Cerveira estabelece as formas de cooperação com mais nove municípios interessados – Valença, Caminha, Viana do Castelo, Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Maia, Matosinhos e Porto -, determinando as responsabilidades na execução do projeto “Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa” a candidatar ao concurso sob o aviso Norte-14-2016-03 – Património Cultural da Prioridade de Investimento 6.3 do Eixo IV do Programa Operacional Regional do Norte 2014-2020.

Além das ações transversais a todos os parceiros ao nível de requalificação, da promoção e comunicação, da articulação tecnológica e da animação do itinerário, cada município aderente assume compromissos muito específicos. No caso de Vila Nova de Cerveira, os investimentos incidem sobre a melhoria da sinalética, da beneficiação de caminhos e da criação de pontos de apoio ao peregrino.

Para o efeito, a Câmara Municipal já identificou a necessidade de colocar 170 placas direcionais e informativas distribuídas ao longo dos 14,4 km do Caminho Português da Costa no território de Vila Nova de Cerveira. Não obstante, a edilidade sinalizou outras ações consideradas estratégicas, nomeadamente arranjos exteriores na passagem inferior à EN 13 e no Largo de Gouvim (Gondarém) para oferecer espaços de descanso aos peregrinos, assim como intervenções de melhoria no Caminho de Loivo, na Rua de Carcavelos (Reboreda) e na Rua do Peso (Campos).

A vereadora da cultura, Aurora Viães, revela o papel fundamental deste projeto na preservação do Caminho Português da Costa, de uma forma consistente e sustentada, contribuindo para a modernização e melhoria dos serviços turísticos do caminho e garantindo a recuperação de um rico património cultural e natural. “Esta parceria entre municípios visa consolidar a região num destino turístico de qualidade, dotando a rota de condições de segurança, acessibilidade e atratividade”, assegura.

O projeto conjunto de “Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa” tem um investimento total orçamentado em mais de dois milhões de euros, a candidatar a fundos comunitários.