Passar para o Conteúdo Principal

Dinâmica transfronteiriça marca XI Festival de Bandas de Música

Xi festival de bandas 1 980 2500
2016/09/13

Vila Nova de Cerveira evoca, este domingo, a tradição filarmónica, com a realização do XI Festival de Bandas de Música. Este ano, e pela segunda vez na história do evento, a organização convidou uma banda da Galiza, promovendo um intercâmbio musical e cultural alargado ao sempre fiel público vizinho. Programa integra desfile pela manhã e concerto à tarde.

Cinco bandas oriundas do Norte de Portugal e da vizinha Galiza vão partilhar as sonoridades únicas com as centenas de pessoas que, anualmente, no mês de setembro, rumam a Vila Nova de Cerveira para assistir a um concerto especial onde reinam anos de tradição filarmónica.

O Festival de Bandas de Música de Vila Nova de Cerveira procura preservar e valorizar a música filarmónica, além de projetar o trabalho das bandas ao nível da formação constituindo-se como centros de ensino da música. Fator de grande atratividade em termos de público, este evento assume-se como um momento de intercâmbio cultural e convívio.

Organizado pela Cervaria, Associação Cultural e Recreativa, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e da União de Freguesias de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe, a XI edição recebe a Banda de Tangil - Monção, a Banda de S. João da Madeira, a Banda de Paço de Sousa – Penafiel, a Banda de Fajões – Oliveira de Azeméis, e ainda a presença da Agrupación Musical do Rosal – Espanha, atendendo ao enorme interesse de público oriundo da Galiza.

O programa arranca, pelas 10h30, com o tradicional desfile pelo centro histórico cerveirense e, no período da tarde, a partir das 15h00, as bandas reúnem-se no Terreiro, onde tem início o grande concerto. O encerramento está agendado para as 19h00, com a Marcha de Valdemar Sequeira, intitulada “Ponte da Amizade”, numa interpretação conjunta das cinco formações convidadas.