Passar para o Conteúdo Principal

“Jardim Mestre Zé Rodrigues” perpetua o homem e o artista

Img 8735 1 980 2500
2016/09/15

Pela dedicação e ligação íntima ao concelho, e pelo respeito e amizade às suas gentes, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou, esta quarta-feira, por unanimidade, a atribuição do nome do Mestre José Rodrigues ao espaço ajardinado à entrada na vila onde se encontra a grandiosa escultura da sua autoria - ‘O Esforço’. Assim, nasce o “Jardim Mestre Zé Rodrigues – Escultor – 1936/2016”.

A morte do Mestre José Rodrigues, no passado sábado, é encarada pelo município cerveirense como uma perda irreparável para a cultura nacional e, em particular, para Cerveira, ‘Vila das Artes’. Como forma de reconhecimento e homenagem póstuma, a Câmara Municipal propôs uma alteração toponímica, de modo a perpetuar o nome do escultor num jardim onde, há alguns anos, se ergueu uma das suas ‘filhas artísticas’, ‘O Esforço’. No local, será colocada uma placa identificativa “Jardim Mestre Zé Rodrigues – Escultor – 1936/2016”.

“A pessoa e a obra do Mestre José Rodrigues estão eternamente ligadas a Vila Nova de Cerveira, e este ato simbólico representa um contributo para a recordação e preservação da memória do Homem e Artista nos dias de hoje e para as novas gerações. Consideramos que é mais uma justa homenagem ao percurso pessoal e artístico, pela centralidade, pela existência de um trabalho da sua autoria e por ser um espaço de beleza natural. O Mestre José Rodrigues idolatrava a interação entre a arte e a natureza e, se aquele jardim em pleno coração da vila já lhe pertencia pela obra “O Esforço”, de hoje em diante é mesmo seu ”, afirma o presidente Fernando Nogueira.

Depois de ter decretado dois dias de luto municipal (10 e 11 de setembro), com o hastear da bandeira do Município a meia-haste nos Paços do Concelho, a autarquia cerveirense aprovou também, na reunião de vereação, um Voto de Pesar pelo falecimento do Mestre José Rodrigues, guardando um minuto de silêncio em sua memória.

Já em 2012, no Dia do Município, a 01 de outubro, Vila Nova de Cerveira agradecia o trabalho e dedicação do Mestre José Rodrigues, agraciando-o com a entrega do mais prestigiado título municipal, a Medalha de Honra do Município, pela propulsão que conferiu às Bienais Internacionais de Arte de Vila Nova Cerveira e ao seu papel enquanto diretor artístico na VI edição.

José Rodrigues foi um dos propulsores das Bienais Internacionais de Arte de Vila Nova de Cerveira e um dos sócios-fundadores da Fundação Bienal de Arte de Cerveira. Com um vasto e rico currículo de âmbito nacional e internacional, o Mestre é reconhecido também pelas suas inúmeras esculturas públicas que se encontram espalhadas pro Portugal e no estrangeiro, sendo o autor de três símbolos escultóricos que embelezam Vila Nova de Cerveira, nomeadamente

“O Cervo”, imponente escultura que se encontra no Monte da Encarnação e que todos associam à ‘Vila das Artes’; o “Esforço”, que se encontra junto ao centro da vila; e as “Navegações” junto à margem do rio Minho; para além do espólio aberto ao público no Convento S. Paio.

Cerveira, ‘Vila das Artes’ respira cultura em cada esquina e é amplamente reconhecida como tal graças a alguns rostos com nomes, e um deles é e será o Mestre José Rodrigues.