Passar para o Conteúdo Principal

II Simpósio Internacional de Escultura do Miño volta a colocar a arte na rua

Cartaz ii simposio 1 980 2500
2016/09/20

Durante três semanas, quatro escultores internacionais vão desenvolver um projeto artístico próprio ao vivo, em Vila Nova de Cerveira. Integrado na cooperação transfronteiriça Cerveira-Tomiño, o II Simpósio Internacional de Escultura do Miño incorpora uma interação mais direta entre artista/ público, e cujo resultado final ornamentará os espaços públicos dos dois concelhos vizinhos.

Reforçar os laços de amizade existentes entre Cerveira e Tomiño e dinamizar a arte fora de portas indo de encontro às populações são os principais objetivos desta segunda edição do Simpósio Internacional de Escultura do Miño que arranca esta sexta-feira, 23 de setembro, e se prolonga até 12 de outubro, no Baluarte de Sta Cruz, em Cerveira.

Na conferência de imprensa de apresentação do evento, que decorreu esta segunda-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Cerveira, o autarca Fernando Nogueira sublinhou a consolidação do intercâmbio entre os dois concelhos e a prioridade na dinamização de atividades culturais transfronteiriças, alargando o conceito da ‘Vila das Artes’ ao Concelho de Tomiño, conhecido como ‘Terra de Artistas’. A alcaldesa de Tomiño, Sandra Gonzalez, realçou o conceito ‘fora de portas’ associado ao evento, proporcionando que muitos artistas que desenvolvem os seus trabalhos dentro das paredes dos seus ateliers, possam trazê-los para a rua, de forma a partilhar e interagir com o público, acompanhando a evolução da raiz à obra final.

Sob a coordenação do artista português Vitor Reis, que em 2014 participou na primeira edição, o encontro deste ano acolhe dois escultores de Taiwan, Lee Zih-Cing, Teng Shan-Chi, o colombiano Fernando Pinto e a búlgara Liliya Pobornikova, que vão fazer nascer uma nova obra escultórica para posteriormente vir a ornamentar os espaços públicos de Cerveira e de Tomiño, contribuindo para a atratividade turístico-cultural de ambos os municípios.

Com caráter bienal, o Simpósio Internacional de Escultura do Miño integra a primeira agenda cultural conjunta promovida pelas Câmaras de Vila Nova de Cerveira e pela de Tomiño, na Galiza, num total de oito eventos, com realização entre abril e outubro, para um investimento de 100 mil euros, repartido pelas duas autarquias vizinhas.

A primeira edição deste simpósio, realizada em 2014, decorreu em Tomiño, e os trabalhos desenvolvidos já se encontram distribuídos pelos dois concelhos, nomeadamente em Vila Nova de Cerveira na Rotunda Norte, na Rotunda dos Bombeiros Voluntários e no Parque de Lazer do Castelinho, enquanto que em Tomiño podem ser apreciadas na Praza do Seixo.

Breve Biografia dos Escultores

imagem
Fernando Pinto – Colômbia
Nasceu em Bucaramanga, Colômbia, em 1975. Estudou Desenho Industrial na Universidade dos Andes em Bogotá e estudou escultura em Pietrasanta, Itália, nos estúdios dos escultores Pasquale Martini e Cesare Riva. Em 2001 viaja para Barcelona, abre o seu estúdio, vive e trabalha nesta cidade até 2008 e quando volta a Bogotá abre o seu estúdio nesta cidade. As suas obras de grande dimensão ocupam espaços públicos em países como Espanha, Itália, Líbano, México, Taiwan, China, Argentina, Turquia e Colômbia.

 

imagem
Lee, Zih-Cing – Taiwan
Nasceu no Taiwan em 1964, reside e trabalha no Taiwan e tem sido uma presença constante em simpósios em todo o mundo, nos seguintes países: China, Turqui e Estados Unidos da América. O seu trabalho está representado em várias coleções, tais como: Taiwan Art Bank Colletion, Ciao-tou Suger Museum Biennal – Kao-Hsiung, Hualien Cultural Affairs Collection, tal como em muitas outras.
imagem
Teng, Shan-Chi – Taiwan
Nasceu no Taiwan em 1962. Por volta dos 27 anos começou a sua carreira como escultor. Os seus trabalhos estão colocados em vários países: Taiwan, China e Estados Unidos da América. Tem recebido prémios tais como: Golden Finger Award of National Essence Sculpture Exhibition and the Annual Nomination by the Sculpture Magazine na China.
imagem
Liliya Pobornikova – Bulgária
Nasceu na Bulgária em 1979. Atualmente reside e trabalha em Espanha. Fez os seus estudos na National Academy of Art, em Sofia, especializando-se em escultura de madeira. É membro da União de Artistas da Bulgária. Participou em 99 simpósios de escultura na Áustria, Argentina, Bulgária, Brasil, China, Chipre, Dinamarca, França, Alemanha, Japão, entre outros. As suas esculturas estão representadas em museus no Taiwan, Dinamarca, Egipto e Brasil. Recebeu prémios pelos seus trabalhos fotográficos para a “Highlights Magazine” e “National Geografic Magazine”, bem como vários prémios em diversos simpósios e concursos.